Viagem

Trancoso – parte 1

Olá amoras, quem acompanhou nossa viagem à Trancoso?

Prometi e aqui está nossa viagem com várias dicas pra vocês. Queria muito ter feito esse post em forma de roteiro, mas choveu muito e acabamos curtindo mais as pousadas que ficamos.

Vou dividir esse post em dois, para não ficar tão grande e eu poder compartilhar todas as experiencias que tivemos com vocês.

Antes de falar qualquer coisa, quero dar uma dica do coração para vocês.

Pesquisem e decidam como será locomoção de vocês antes de chegar em Trancoso!

Nós decidimos pegar um táxi ou UBER no aeroporto e ficar mais a pé pela cidade. Que erro!

Primeiro, o UBER é proibido de chegar próximo ao aeroporto de Porto Seguro, segundo que eles não fazem corrida pelo aplicativo, apenas de forma particular. Tanto os taxistas quanto UBER cobram entre R$230,00 a R$250,00 pelo trajeto.

Lá na cidade, (não existe UBER) os taxistas cobram uma média de R$25,00 para fazer um trajeto de mais ou menos 1,5km, sim absurdo!

Por isso, aconselho o aluguel de um carro em Porto Seguro. Isso te fará economizar dinheiro e paciência, bem como te dará mais liberdade.

Enfim, Trancoso é um município de Porto Seguro/BA que fica a 77km da capital. Uma cidade para ser curtida sem pressa.

Aparentemente pequena, mas quando chegamos, vimos que é bem maior do que imaginamos. Afinal há uma cidade com muitos habitantes que trabalham basicamente com turismo.

O centro turístico é pequeno, o famoso “quadrado”. Esse quadrado consiste em uma espécie de praça com a igreja ao fundo, de costas para o mar, um campo gramado em frente e vários restaurantes rodeando esse gramado.

Existem outros comércios próximos ao quadrado com restaurantes, conveniências, farmácias e cafés tão bons e gostosos de ficar quanto o próprio quadrado.

Trancoso se resume a praias e turismo ecológico durante o dia e restaurantes à noite, uma delícia tanto para casais quanto para famílias com crianças.

Vamos começar por quando ir?

Nós não pudemos nos programar para essa viagem a ponto de escolher o melhor momento e clima, por isso apenas comparamos passagens e partimos.

Se você puder se programar, fuja da época de chuvas intensas, dezembro. Na época chuvosa (setembro a novembro e janeiro) as chuvas são passageiras e fininhas. O que dá para curtir sem problemas as praias!

Onde ficar?

Nós escolhemos duas pousadas. Na verdade, ficamos em dúvidas entre duas e, como estamos de férias, decidimos aproveitar o melhor das duas, porque não?

A nossa primeira estadia foi na pousada Mata N’Ativa, uma pousada ecológica de charme que fica na praia dos nativos.

Que delícia de pousada! Em meio à mata atlântica, rodeada pelo rio que logo depois desagua no mar e charmosa, muito charmosa!

A estrutura da pousada é sensacional! Foi até bom ter chovido para aproveitarmos tudo o que a pousada tema oferecer.

Lá tem parquinho para as crianças, spa com massagens, restaurante, piscina deliciosa, vários cantinhos com confortáveis cadeiras e mesas, espaço com jacuzzi que você pode usar quando preferir, além de empregados sempre dispostos a ajudar, ouvir, conversar e dar dicas do que fazer. O diferencial na pousada!

Os quartos são excepcionais! Espaçosos, com cama king size e outra de solteiro, banheiro com ducha grande, quente e forte, toalhas e roupas de cama gostosas, todas trousseau, amenities L’Ooccitane, frigobar com bebidas, ar condicionado, televisão de led com vários canais pagos disponíveis.

O nosso quarto possuía ainda uma jacuzzi privativa, o que foi uma farra para o Francisco e uam salvação para nós.

Eu não tenho palavras suficientes para descrever o café da manhã. Bolos, pães caseiros, frutas, sucos, queijos, geleias, além de tapiocas a sua escolha, pães de queijo quentinhos e ovos.

O restaurante da pousada (nossa salvação nesse tempo chuvoso) serve massas, pratos quentes, sanduiches, petiscos, drinks, além do menu kids com arroz, feijão, uma carne (carne, frango ou peixe grelhados) e batata frita. Tudo delicioso!

Para fechar com chave de ouro a estadia, a pousada Mata N’ativa presenteia os hóspedes com um kit da trousseau, realmente somos mimados por eles!

E os passeios Dani?

Visitamos a praia dos nativos e a praia do espelho, foi o que a chuva nos permitiu fazer.

A praia dos nativos é uma das principais e mais próxima da cidade, quando sem chuva, tem águas esverdeada, limpa, relativamente calma, com faixa de areia grande e alguns bares/restaurantes de apoio. Há partes mais tranquilas, já que é uma praia grande.

Não ficamos em nenhum bar, pois nossa pousada é localizada muito perto, mas outros hóspedes sugeriram a barraca do Fly.

Decidimos ir à praia do espelho de última hora quando vimos que faria sol nesse dia. Verificamos a tábua de marés (os espelhos só se formam quando a maré está baixa e até mais ou menos 13 horas) e pesquisamos o táxi. Pasmem, R$300,00 ida e volta.

Depois do susto, a Fátima da pousada Mata N’ativa, gentilmente, sugeriu que alugássemos um carro pela diária de R$150,00. Claro que alugamos! O custo total foi de R$190,00 já que esquecemos de abastecer no dia seguinte, mas valeu muito a troca, pois à noite ainda fomos ao quadrado.

São 22km de distância, onde passamos pela tribo Pataxó, aldeia Imbiriba, muita mata atlântica e o vale dos búfalos. Prepare a câmera, são lindas paisagens.

Sugiro parar na tribo indígena (especificamente em uma grande oca no meio do vilarejo). Lá os índios vendem lindos artesanatos em madeira e osso de búfalo, pintam as crianças, colocam cocás, tiramos fotos, dançam. Uma farra para a criançada!

Nós preferimos parar na volta, outro erro. Quando voltamos já estavam fechando e pude apenas comprar duas gamelas em madeira e duas colheres de madeira, côco e osso de búfalo (LINDAS). Gastamos R$85,00, sendo que no centro de Trancoso pagaríamos o dobro.

A chegada à praia é confusa quanto às barracas. Vá pelo instinto, você caíra no espelho.

Chegamos e páh, que paisagem! Que praia linda, um contraste de cores.

Infelizmente, não conseguimos ir aos espelhos, porque o francisco ficou tão animado com água que ficamos no primeiro ponto que paramos. Quando percebemos, a maré já tinha subido… Enfim, vida de pais de crianças.

Ficamos na barraca e pousada do baiano. Bem charmosa, estrutura excelente, espreguiçadeiras acolchoadas, boa ducha, mas bem cara para a quantidade de comida e sabor.Na barraca do baiano tem uma consumação mínima de R$70,00 por pessoa, mas ouvimos falar que todas as outras barracas também têm tal consumação.

Estão gostando das nossas dicas?

Essa semana ainda publico outro post falando mais das nossas experiências em Trancoso.

Espero você no próximo post!

 

Pousada Mata N’Ativa

Trancoso/BA

Telefone: (73)3668-1830 ou (73)98804-6830 ou (17)98834-6198

E-mail: [email protected]

Site: http://www.matanativapousada.com.br

Detalhe muito importante: algumas dessas fotos foram feitas pelo fotógrafo Deivid que faz ensaios fotográficos na região de Porto Seguro, Trancoso e Arraial D’Ajuda.

Fizemos esse ensaio e foi a melhor lembrança da viagem! Fotos que tiramos brincando de ser a gente mesmo, sem contar no tanto que o Deivid é paciente com crianças. Recomento de olhos fechados!

Deivid (73)98207-5643

https://instagram.com/dlphotos_oficial?utm_source=ig_profile_share&igshid=1gl29h0tm5ubm

Leave a Response